O que é permitido customizar na sua moto

 O que é permitido customizar na sua moto

Confira o que você pode modificar na sua motocicleta de acordo com a regulamentação brasileira

A customização da motocicleta se refere a qualquer tipo de modificação realizada no veículo. Os amantes das motos são muito adeptos dessa prática. Muitos itens são alterados, desde retrovisores até a pintura. 

No entanto, há alguns pontos a serem descobertos antes de colocar em prática uma customização. Verifique a melhor maneira de realizar esses procedimentos, os estilos de customização ao longo do tempo e o que é possível alterar na sua motocicleta no Brasil.

O que pode ser customizado na sua moto?

A pintura é uma customização liberada e muito realizada, mas com restrições. O condutor pode modificar a pintura de 50% da motocicleta, caso ultrapasse essa medida, é preciso avisar ao Denatran.

Outra alteração visual permitida é a troca das rodas, no entanto o condutor precisa estar atento ao tamanho da roda, que não pode ultrapassar o diâmetro externo dos pneus, nem a largura dos paralamas.  

O tanque de combustível da moto e o guidão entram na lista de itens que podem ser trocados, mas as peças atuais precisam ser aprovadas pelo Inmetro.

Itens de segurança como os faróis, por exemplo, não podem ser alterados. Já o motor da motocicleta tem a possibilidade de ser trocado, porém para que isso seja executado o Denatran precisa autorizar. O Chassi da moto não pode ser substituído.

Tipos de moto customizadas

A customização gerou, ao longo do tempo, o surgimento de diversos estilos de motocicleta. Confira alguns deles. 

Cafe Racer

As motos com esse estilo surgiram entre as décadas de 1950 e 1960, na Inglaterra. Os motociclistas se reuniam em volta dos cafés das cidades e disputavam corridas. As motos cafe racer possuem as seguintes características: pedaleiras ajustáveis, retrovisores do tipo ponta de guidão e banco monoposto.

Tracker 

As motos Flat Tracker surgiram nos anos 1920. As motos eram adaptadas para ficarem muito leves, assim eram realizadas corridas em locais de terra batida. Elas têm os seguintes atributos:  guidão alto e largo, escape do lado contrário do sentido das curvas, pneu dianteiro e traseiro com 18 ou 19 polegadas e banco estreito e longo.

Scrambler

Esse tipo de moto surgiu por volta de 1920. Essa modificação ocorreu para que o veículo tivesse capacidade de transitar por solos acidentados. Com o tempo outras modificações foram realizadas para melhorar a performance de acordo com esse objetivo e hoje conhecemos essas motocicletas como as de motocross. As Scramblers possuem os seguintes aspectos: banco fino e curto, escape longe do solo, pneus off-road e torque maior relativo à potência. Geralmente os acessórios são retirados.

Brat

Essa customização procede de uma oficina criada no fim dos anos 1990 em Tóquio, no Japão. O nome da oficina era Brat Style, originando o nome do estilo que contém as seguintes particularidades: banco rebaixado com garupa ou banco tipo selim e amortecedores traseiros.

Chopper 

Essa adaptação surgiu na década de 1960 e contém as seguintes características: bancos grandes, suspensões dianteiras longas, quadro sem amortecedor traseiro e guidão do tipo “Ape”. Um modelo conhecido desse estilo é a moto do Capitão América.

Bobber 

O surgimento desse estilo provém do momento pós Segunda Guerra Mundial. Os soldados tiravam o que não julgavam necessário da moto para que ela ficasse mais leve. Suas particularidades são: banco pequeno e leve, para-lama da frente removido e o traseiro diminuído, troca do sistema de freio por um mais leve e guidão esportivo. 

Customizar ou comprar customizada?

Há dois jeitos de ter uma motocicleta que transmita seu estilo e sua personalidade, você pode comprar uma moto já customizada ou uma moto comum e customizá-la você mesmo.

Algo a ser avaliado nessa escolha é o orçamento disponível para essa adaptação. Depende muito da pretensão e vontade do condutor. Motos customizadas conhecidas podem ser bem caras, dessa forma, em algumas situações é mais em conta comprar uma moto comum e fazer os procedimentos desejados para alterar as características da moto após a compra. De qualquer maneira, o motociclista deve avaliar o que é melhor para ele. 

Quais perigos uma moto customizada pode trazer?

Na hipótese da customização da sua moto não ter sido realizada de maneira segura, correta e de acordo com as normas, alguns malefícios podem ocorrer.

Dessa forma, é essencial levar sua motocicleta até uma oficina especializada na customização desses veículos, para que as intervenções feitas sejam executadas de modo adequado e não tragam riscos à segurança do condutor. 

Um risco que o motociclista sofre ao praticar técnicas com a finalidade de conferir personalidade à moto sem se atentar ao protocolo é a aplicação de multas. Como já mencionado, alguns itens e peças não podem ser alterados e caso isso aconteça, o condutor é punido com multas e pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Portanto, é importante que tudo seja feito dentro da lei e lembre-se de sempre ter os documentos e, caso tenha, autorizações na hipótese de alguma autoridade do trânsito parar o veículo em trânsito.

Compartilhe