Sucesso nas estradas, Gold Wing completa mais de 40 anos no mercado

 Sucesso nas estradas, Gold Wing completa mais de 40 anos no mercado

A motocicleta está para o universo das duas rodas, assim como os carros de luxo estão para o universo automotivo

Se você é um amante ou entusiasta do universo das duas rodas, provavelmente você já ouviu falar deste clássico: a Gold Wing.

E sua invenção não foi à toa, não: Quando a Honda iniciou o projeto de criação deste modelo, a montadora japonesa queria construir, nada mais, nada menos do que “a melhor motocicleta de todos os tempos”.

Este título pode gerar opiniões controversas, mas a motocicleta ficou com um legado icônico na história que não pode ser negado. Por isso, hoje trouxemos a história do modelo e a trajetória de seu sucesso.

Os anos 70 e o início de tudo

O mercado de motos já estava se expandindo nos anos 70 e grandes nomes como a Kawasaki Z1, Vespa (e Lambretta) e Royal Enfield 750 Interceptor estavam em seu auge no mercado.

Além disso, motocicletas da própria Honda também faziam seu nome no universo das duas rodas, como o seu modelo CB 750. Assim, para impactar o mercado, a Gold Wing era uma das maiores apostas da marca.

Nasceu então a ‘Rainha das Rainhas das motocicletas’ em 1974, superando o título de realeza da Rainha CB750. A motocicleta dava início a um novo gênero no mercado, superando a concorrência.

O protótipo foi criado por Shoichiro Irimajiri, projetista de motores para a Fórmula 1. A primeira versão contava com um motor de seis cilindros opostos na horizontal acoplado a um eixo de transmissão.

A máquina tinha um centro de gravidade muito baixo, mas sua largura impedia que ela tombasse em curvas de desempenho. Mesmo assim, a moto entregava 220 km/h, equivalente a um Jaguar XKE da época.

As atualizações

Na versão lançada para o ano de 1974, o protótipo foi alterado para um motor mais curto, com quatro cilindros, câmbio de cinco velocidades e um diferencial: um alternador de engrenagem para reduzir os efeitos de torção na moto. 

Assim nascia a pioneira Honda Gold Wing GL1000, nomeada a partir das asas douradas do logotipo da marca.

Apenas cinco anos depois, a Gold Wing ganhava sua primeira atualização e tornava-se a GL1100, com maiores cilindradas, torque e potência. 

Assim como a primeira, esta versão também contava com um diferencial, o qual agora era o inédito sistema de ignição eletrônico, além de suspensão a ar, assento ajustável e redução nas relações de transmissão.

No início dos anos 80, versões como a Interstate, a GL 1100I, GL 1100A e GL 1200 eram criadas e o público dava cada vez mais atenção às diferenciadas motocicletas.

Em 1987, a ideia do protótipo de 6 cilindros era finalmente aceita e adaptada na versão GL 1500. Em 1991, a versão 500.000 era fabricada e, apenas 5 anos depois, em 1996, a versão 1.000.000 era produzida. O sucesso era inegável.

Nos anos 2000, a Gold Wing foi recebendo atualizações cada vez mais modernas e futuristas em sua linha, ganhando atribuições como GPS e freios ABS.

Atualmente, o modelo ainda é referência na categoria de motos Touring no Brasil e está disponível em duas versões: Gold Wing e Gold Wing Tour.

Ambas estão mais compactas e leves, possuem motor de 6 cilindros que pode ser ajustado em 4 modos eletrônicos e sistema Start&Stop. 

Os 126 cv de potência e 17,34 kgfm de torque das motos Gold Wing podem ser encontrados por, pelo menos, R$ 142.015,00.

Compartilhe

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.