Saiba tudo sobre trajetória das motos custom

 Saiba tudo sobre trajetória das motos custom

Confira a origem e características das motos custom

Existem diversos tipos de moto no mercado. Alguns priorizam conforto, outros design e modernidade. Sendo assim, cabe ao piloto escolher o modelo que se encaixa melhor às suas necessidades e desejos.

As motos custom são exemplos que privilegiam o conforto para pegar estrada. Seus centros de gravidade são mais baixos, as pedaleiras são posicionadas para frente e o banco também é mais baixo. Outra questão a se destacar é o fato de que a garupa dessa motocicleta é uma das melhores para percorrer grandes percursos. 

A palavra “custom” faz menção a inserir uma personalidade. Isto é, um estilo diferenciado e único à alguma coisa e, nesse caso, uma motocicleta. Porém, não está nessa categoria qualquer moto que sofreu alguma alteração estética.

Na realidade, as motocicletas custom possuem um design inspirado nas motos norte-americanas da década de 1940.

Alguns dos modelos mais conhecidos desse tipo de moto são: 

Honda Shadow 750;

Suzuki Boulevard 800;

Harley-Davidson Sportster 883;

Yamaha Midnight Star 950.

A popularidade da moto custom

As motos custom não têm um espaço significativo no mercado brasileiro, ao passo que elas representam apenas 0,5% da comercialização total de motos no país.

Mas por que esse estilo permanece como interesse para uma parte da população?

O que acontece é que o design desses modelos permaneceu e a tecnologia foi aprimorada, atraindo motociclistas que são ligados às tradições e ao estilo retrô.

Tipos de custom

Com relação à estrutura da moto, pode-se dividir essa categoria em dois tipos: as low riders e as choppers.

As low riders são as que não possuem alteração alguma, já as choppers têm alongamentos no quadro e garfos da suspensão. Dessa forma, as primeiras têm um visual mais horizontal, enquanto nas segundas o piloto fica com os braços mais levantados.

Essas categorias possuem subdivisões. 

As bobbers são low riders sem paralamas. Surgiram depois da Segunda Guerra Mundial nos Estados Unidos, quando os ex-soldados queriam motos mais leves e então retiraram o que não julgavam necessário ter na motocicleta.  

Adaptações possíveis também são as:

Old School

New School

Rat Bike

Dicas para pilotar a moto custom 

Depois de já conhecer os tipos de motos custom, confira algumas dicas para pilotá-las:

É importante se ajeitar com cuidado na motocicleta, manter os braços relaxados e os joelhos colados ao tanque;

Tome cuidado para manobrar e estacionar a moto custom, pelo fato de ser muito pesada;

Cuidado ao fazer curvas, por conta da baixa altura da moto isso se torna mais complexo. Uma dica para se acostumar é inclinar a motocicleta para dentro da curva e o corpo para o lado de fora;

Desacelerar pode ser uma melhor opção para diminuir o excesso de velocidade do que frear.

Compartilhe