Saiba qual o tipo de óleo mais adequado para a sua moto

 Saiba qual o tipo de óleo mais adequado para a sua moto

Confira os diferentes modelos existentes no mercado e descubra o que se encaixa melhor em sua procura

O óleo lubrificante tem muitos papéis, como conferir a lubrificação das peças, evitando o atrito entre elas. Ele também impede que as partes mecânicas da moto sofram desgaste. O produto, portanto, prolonga a vida útil da sua motocicleta.

Uma observação muito importante é que nunca se deve misturar tipos de óleo, nem usar óleos feitos para carros em motos.

Tipos de óleo lubrificante para motocicletas

Existem três tipos de óleo e é importante diferenciá-los porque cada um foi projetado para um tipo de motor. Eles são: mineral, sintético e semissintético.

Óleo mineral

O óleo mineral é produzido através do petróleo. Ele consegue desempenhar uma boa função em motores que estejam com condições razoáveis. Esse tipo de óleo é uma opção mais barata comparada às outras e tem menos intervalos em suas trocas.

Óleo sintético

O óleo mais recomendado para os motociclistas é o sintético, já que é produzido com a intenção de melhorar o desempenho da moto. Pode ter mais custo por conta disso, mas serve para qualquer motor. Esse óleo possui vantagens como reduzir o consumo do combustível e do óleo, viabilizar um maior intervalo entre as trocas e ter uma maior resistência à deterioração.  

Óleo semissintético

O óleo semissintético é uma mistura da base sintética com o óleo mineral. Essa é uma ótima escolha para quem busca melhor qualidade em relação aos óleos tradicionais e não quer gastar muito.  

Especificações

Conheça também as especificações para os óleos lubrificantes e como lê-las no rótulo do produto.

SAE

O SAE é um indicador de viscosidade que se encontra na embalagem do produto. Há dois números separados pela letra “W”, representando “winter”, inverno em inglês. 

Tomando como exemplo o 5W40, o “5” indica o nível de viscosidade do óleo em baixas temperaturas. Quanto mais baixo esse número, mais fluido o produto será. 

Já a posição onde o número 40 se localiza, informa a viscosidade do óleo em temperatura próxima a 100°C, isto é, quando o motor estiver em funcionamento. Quanto maior esse número, mais espesso o óleo será em altas temperaturas.

Para saber o ideal para sua moto, consulte o manual do veículo.

API

O indicador de desempenho, o API, informa o comportamento do óleo em temperaturas exageradamente altas ou baixas. É representado por uma sigla formada pela letra “S” e outra em seguida. O que determinará a segunda letra é a qualidade do óleo. Quanto maior for a posição dela no alfabeto, melhor é o desempenho do produto. A indicação mais moderna é a SN.

ACEA

Indicador dos fatores técnicos da composição representado por uma letra (A/B, C ou E), seguida de um número. A letra indica a classe e o número a categoria. Os números dividem os óleos de acordo com os requisitos de diferentes motores.

Já as letras correspondem aos seguintes tipos de veículos:

  • As letras A/B, sempre colocadas em conjunto, se referem a veículos leves movidos a gasolina e diesel. Exemplo: ACEA A3/B4. 
  • A letra C é para veículos leves com filtro de partículas e movidos a diesel. Exemplo: ACEA C3. 
  • A letra E se refere aos veículos pesados movidos a diesel. Exemplo: ACEA E7.

Ademais, se houver um número após essa classificação seguido de um hífen, isso irá significar o ano de implementação.

Como escolher o óleo certo?

Observar o manual do proprietário é a primeira coisa a se fazer. Ele indica qual óleo é indicado para cada modelo e motor. O condutor deve se atentar às especificações, principalmente às SAE e API. 

A primeira indica o nível de viscosidade. Quanto menos viscosidade, menos espesso o óleo é. Óleos com viscosidade mais baixa são recomendados para motores novos e os mais espessos para motores mais antigos. 

Quando verificar o estado do óleo e trocá-lo?

Antes de tudo é interessante sempre ter o manual do proprietário em mãos, principalmente se o condutor da moto desejar checar a condição do óleo sem a ajuda de um profissional.

O manual de cada modelo indica o tempo correto para fazer essa verificação, mas, no geral, é recomendado trocar o óleo a cada seis meses, por conta da validade. Ou depois de 3.000 quilômetros rodados.

A manutenção preventiva é essencial e muito importante para identificar e prever possíveis problemas que a situação e quantidade do óleo lubrificante podem causar.

Como descobrir o nível do óleo?

Para descobrir o nível do óleo, esquente o motor por aproximadamente três minutos e depois desligue. Retire o medidor de óleo da moto e limpe com um pano. Com a moto em posição vertical em um lugar plano, coloque o medidor no tanque de óleo sem rosqueá-lo. 

O nível de óleo deve estar entre as duas marcações de mínimo e máximo. Caso o óleo esteja acima ou abaixo do que deve, o motor terá problemas. 

Se estiver próximo ou abaixo da marca de baixo, coloque o óleo adequado até a marca de cima.

Compartilhe