Qual tem melhor performance? Honda XRE 190 x Dafra NH 190

 Qual tem melhor performance? Honda XRE 190 x Dafra NH 190

Ambas são de pequeno porte e econômicas, grande opção dos consumidores

Ao comprar uma motocicleta, nos deparamos com diversos modelos e atribuições que diferenciam uma da outra.  

Além disso, as marcas procuram sempre agradar seus consumidores e, assim, são criadas motos para competir no mercado com outras marcas.

Hoje, comparamos a Honda XRE 190 e a Dafra NH 190, ambas motos populares no mercado e competidoras em vendas em São Paulo.

A Honda XRE 190

A Honda traz em seu portfólio uma moto aventureira de pequeno porte com baixas cilindradas. Ela foi apresentada em 2016, como uma versão entre a Bros 160 e a XRE 300.

A segunda citada já tinha um nome consolidado no país e sua plataforma foi utilizada como base para a XRE 190. Porém, seu motor é maior e seu visual é exclusivo e tem mais equipamentos que o de sua irmã.

Desde sua primeira apresentação há cerca de 6 anos, a XRE 190 não sofreu muitas alterações.

Seu motor é monocilíndrico e bicombustível – exclusivo na categoria – e conta com 184,4 cm³. Sua potência é de 16,3 cv a 8.500 rpm com gasolina e de 16,4 cv a 8.500 rpm com etanol.

O torque também altera de acordo com o combustível: seu máximo é de 1,65 kgfm a 6.000 rpm utilizando gasolina e de 1,66 kgfm a 6.000 rpm ao usar etanol.

Sua suspensão conta com bengalas convencionais e monoamortecedor de 150mm de curso à roda, garantindo grande absorção de impactos e bastante conforto.

Além do sistema de partida elétrica e transmissão de 5 velocidades, seu design e economia são grandes destaques. Seu tanque suporta 13,5 litros e seu consumo é de 24 km/l na cidade e 30 km/l na estrada.

Por fim, ela pode ser encontrada no mercado a partir de R$ 17.480 mais frete.

A Dafra NH 190

Já a Dafra NH 190 é a concorrente direta da Honda. Ela foi a aposta da Dafra no segmento das motos de uso misto e é mais uma parceria da marca junto à SYM.

Fora esta, a Dafra e a taiwanesa já lançaram motos como a Citycom 300i, Next 250, Next 300 e a scooter Maxsym 400i.

A NH 190 conta com motor arrefecido à água – visando maior durabilidade – e monocilíndrico de 183 cm³, 4 válvulas e câmbio de 6 marchas. Sua potência é de 18 cv a 8.500 rpm. O alcance máximo de torque é de 1,6 kgfm a 7.500 rpm.

Sua suspensão é bastante rígida, dando melhor performance no contorno das curvas.

Seu tanque é um pouco menor que o da rival, totalizando 11 litros. Porém, seu consumo se encontra na média de 35 km/l, número maior do que o da XRE. Ela pode ser encontrada no mercado a partir de R$ 16.990 mais frete.

Comparando as duas

Ao comparar valores e consumo de combustível, a NH 190 sai na frente na disputa. Porém, por mais que as big trails não sejam as favoritas no mercado brasileiro, a XRE 190 é vista como a melhor opção.

Além disso, a XRE dispõe de versões como a ABS e ABS Adventure. Cerca de 21.954 XREs foram emplacadas no ano de 2021, sendo 1.996 apenas em dezembro, segundo a Fenabrave.

Já a NH 190 teve apenas 1.796 motocicletas emplacadas no ano de 2021, totalizando 159 unidades no mesmo mês de dezembro. Porém, no estado de São Paulo, ambas as motocicletas são vendidas em números similares, de acordo com o Denatran.

Entregando mais atributos – principalmente no conforto da suspensão e o motor bicombustível – a XRE tem mais destaque.  

Contudo, a NH 190 não fica para trás e ainda conta com motor de refrigeração líquida, iluminação 100% em LED e maior custo benefício.

Compartilhe