READING

Produção de motos volta a crescer no Brasil

Produção de motos volta a crescer no Brasil

Após períodos de paralisação da produção de motos, o setor começa a apresentar sinais de recuperação

Logo após um longo período de forte desaceleração nos dois primeiros meses de 2021,  a produção de motocicletas voltou a superar as 100 mil unidades em março, registrando um crescimento de 116,4% sobre fevereiro e de 22,1% na comparação com o mesmo mês de 2020. O crescimento da produção aponta para uma recuperação gradual do setor, impulsionado, principalmente, pela alta demanda de motocicletas no mercado. 

Segundo dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), em março de 2021 foram produzidas 125.556 motocicletas no Polo Industrial de Manaus, número ainda maior comparado ao mesmo período de 2020.

Ainda de acordo com dados da Associação, esse crescimento foi impulsionado no último mês. Depois de registrar o melhor resultado dos últimos seis anos em março, a indústria brasileira de motocicletas manteve os sinais de recuperação e fechou abril em alta.

Informações coletadas pela Abraciclo indicam que em abril de 2021 foram fabricadas 122.220 motocicletas, volume 2,8% menor do que as 125.756 do mês de março. No entanto, a produção em questão representa um crescimento superior a 7.000% quando comparado com abril de 2020, período que teve 1.679 unidades fabricadas. 

Em entrevista para o Portal Motociclismo Online, o  presidente da Abraciclo se mostra otimista e acredita que a previsão para os próximos meses é boa, tendo em vista que o ritmo de produção tem voltado ao antigo patamar e continua buscando atender as demandas do mercado.

Diante dessa perspectiva de melhora, a Abraciclo manteve a estimativa de produção para 2021, que deve ser de 1.060.000 unidades, uma alta de 10,2% sobre as 961.986 motocicletas fabricadas no ano anterior. 

É importante ressaltar que a recuperação da produção também se deve à alta demanda de exportação. Em março, foram exportadas 6.355 motos, volume 116,5% maior do que as 2.926 unidades exportadas em fevereiro e 132,1% superior ao mesmo mês do ano passado, que registrou 2.730 unidades.

Por fim, segundo dados do portal de estatísticas de comércio exterior Comex Stat, que registra os embarques totais de cada mês, os Estados Unidos representaram o principal mercado, com 1.012 unidades e 26,5% do volume total exportado. Os principais destinos das motos brasileiras são os Estados Unidos (3.838 unidades e 33% do total exportado), seguidos de Argentina (3.104 unidades e 26,9% do volume) e Colômbia (1.616 unidades e 14%).


RELATED POST

INSTAGRAM
SAIBA MAIS SOBRE