Motor de moto: Quais os tipos?

Entenda as diferenças e especificidades para cada modelo

Com o desenvolvimento e aperfeiçoamento das indústrias, diferentes modelos de motores começam a surgir. Cada qual priorizando determinados aspectos para encaixar-se nas novas propostas de montadoras.  Confira os modelos:

Monocilíndrico 

Esse é o modelo mais comum e compacto entre os motores. Possui apenas um pistão, porém, gerando um alto valor de torque. O que é ideal para os grandes centros urbanos, que sofrem com congestionamentos. Outro destaque é para a economia de combustível, se comparado com outros modelos. Por outro lado, o motor gera bastante vibrações e possuem pouca potência.

Exemplo: Honda CG 150 

IMAGEM 2- HONDA CG 150

Bicilíndrico

Como o próprio nome diz, esse motor possui dois cilindros. O torque é menor em comparação com o monocilíndrico, em compensação, a maior potência cria mais estabilidade e conforto para o condutor. O modo como os cilindros estão dispostos também interfere no desempenho final da motocicleta. Caso estejam em paralelo, a potência e velocidade final são maximizadas em altas rotações; Em L, o torque em médias rotações ganha força; Em V, as baixas vibrações são aliadas ao torque progressivo e direção suave. 

IMAGEM 3- MOTOR BICILÍNDRICO

Exemplo: NC 700X

Tricilíndrico 

Os três cilindros geram uma rotação maior que os bicilíndricos, acompanhado de vibrações minimizadas. São ideais para modelos esportivos, pois proporcionam ótima aceleração e retomada.

Exemplo: Yamaha MT-09

Tetracilíndrico

Um motor maior e mais robusto, como os tetracilíndricos, proporcionam melhor desempenho em estradas do que em cidades e centros urbanos. Ele gera menos vibrações em altas rotações. Já em baixas rotações, o torque é comprometido. Sendo ideal para viagens maiores e longas.

Exemplo: S 1000R


INSTAGRAM
SAIBA MAIS SOBRE