Descubra modelos de motos sem embreagem na mão

 Descubra modelos de motos sem embreagem na mão

As motos dessa modalidade são ideais para quem está começando a pilotar ou procurando uma maior praticidade para dirigir

Muitas pessoas procuram facilidade na hora de se locomoverem e as motos sem embreagem na mão são uma ótima opção para esse fim. Além disso, para quem está começando a pilotar, são escolhas excelentes.

Mas qual a função da embreagem?

A embreagem participa do sistema de transmissão do veículo e sua principal função é levar força para a caixa de câmbio. Basicamente, ela transmite a rotação do motor para as engrenagens de transmissão. Dessa forma, a deterioração entre a caixa de câmbio e o motor é consideravelmente suavizada. 

Mas cuidado, não são todas as motos sem embreagem na mão que possuem algum tipo de sistema automático, como o câmbio CVT.

O câmbio CVT (Transmissão Continuamente Variável) permite que a troca de marcha seja automática. Motos com esse mecanismo apresentam a seguinte configuração: o manete e o pedal direito são dos freios e quando não existe o pedal direito, o freio de manete é combinado para as duas rodas.

Em relação a manutenção dessas motocicletas, é importante atentar-se aos prazos de troca dos filtros de óleo e ar. Confira alguns exemplos de motos sem embreagem na mão.

Yamaha Neo 125

A scooter Yamaha Neo 125 possui o sistema CVT e potência de 9,8 cv. Suas rodas de 14 polegadas entregam uma maior estabilidade. É uma moto leve, de 97 kg, e possui banco baixo. É ideal para quem está começando a dirigir. 

Divulgação: Yamaha

Honda Biz 110i

A Honda Biz 110i é uma moto cub que não tem sistema automático, mas tem câmbio rotativo de quatro marchas e embreagem semiautomática que possibilita uma pilotagem mais fácil.

Divulgação: Honda

Honda VFR 1200F

A moto esportiva VFR 1200F tem câmbio eletrônico de 6 marchas, automático ou manual. Além de transmissão final por cardã, com embreagem dupla e potência de 172,7 cv. 

Divulgação: Moto Rede

Haojue VR 150

O modelo Haojue VR 150 tem motor de 150 cc, com injeção eletrônica e o prático câmbio CVT automático.

Divulgação: Haojue Motos

Honda PCX 150 ABS

A Honda PCX 150 ABS é a scooter mais vendida no Brasil e possui o sistema “idling stop”, que tem como função desligar o motor em paradas mais longas a fim de economizar combustível e gerar menos poluição. Tem câmbio automático CVT e potência de 13,2 cv.

Compartilhe