Brasil começa a comercializar triciclos Piaggio

 Brasil começa a comercializar triciclos Piaggio

Em parceria com o Grupo 2W Motors, a Piaggio finalmente vai exportar veículos comerciais para o país. Fique por dentro!

Uma nova marca veio para o Brasil e completa o portfólio do Grupo 2W Motors: a Piaggio. A divisão de veículos comerciais da marca no país contará com a empresa para representar seus interesses. Graças à companhia, o mercado brasileiro conta com importações das motocicletas Husqvarna, KTM Bikes, Fantic Bikes, além de possuir as duas concessionárias Royal Enfield localizadas em São Paulo. 

O Grupo 2W Motors é dirigido pelos irmãos Raul Fernandes Jr. e Maurício Fernandes, que começaram há dois anos as negociações com a Piaggio Commercial Vehicles e somente no final de 2020 foram, em fim, concretizadas.

O foco central da companhia, a princípio, é o B2B, devido aos significativos volumes do produto, no entanto, o público do B2C não é descartado. Ambos os irmãos demonstraram entusiasmo com a parceria e com as possibilidades de vendas da Piaggio dentro do território nacional.

Os triciclos Piaggio Apé podem ser adquiridos com variantes para passageiros e cargas, além de estarem disponíveis tanto com motor elétrico quanto à combustão. De acordo com a 2W Motors, os valores podem oscilar entre R$ 35 mil e R$ 40 mil. A empresa também apresenta a opção de aluguéis de triciclos para eventos.

Algumas operações que seriam inviáveis para uma motocicleta, como serviços de carga, podem ser feitas com um triciclo, pois eles suportam até meia tonelada. Por isso, a opção de locação é vantajosa para empresas que visam uma frota que consiga otimizar o serviço e os modelos elétricos ou à gasolina conseguiriam atender perfeitamente às demandas.

O motor dos triciclos Piaggio Apé à combustão são resfriados a líquido. O Apé Cargo possui um motor anexado a um câmbio mecânico de 5 marchas, além da ré. Inclui um propulsor de 305 cm³ que proporciona 14 cv de potência a 4.100 rpm e 2,4 kgfm de torque em 3.100 giros. A capacidade de carga conforme supracitado é de 557 kg.

Já no Apé Passenger, que comporta três passageiros e o condutor, a usina tem capacidade de 230 cm³ e entrega 12 cv de potência a 4.500 giros, 1,8 kgfm de torque a 3.100 rotações. O tanque de combustível possui suporte para 9,5 litros, proporcionando uma autonomia de 285 kg.

Com relação às variantes elétricas, o motor acoplado conta com 15 kW no E-Passenger e 24 kW no E-Cargo, além disso foram projetados pela fabricante brasileira WEG.

Segundo o sócio-diretor do Grupo 2W Motors, Maurício Fernandes, a aposta para a alimentação dos triciclos elétricos foram as baterias de íon lítio, isso porque elas recarregam ao frear e garantem uma autonomia de até 90 km. Aproximadamente 30% do que se consome durante o uso urbano é regenerado durante as frenagens. Além disso, o veículo pode ser facilmente carregado em tomada comum, a depender da voltagem, em menos de 5 horas.

Compartilhe