As motos na família real inglesa

Conheça a relação da realeza britânica com o universo das duas rodas, de décadas passadas aos dias atuais

O apreço da monarquia inglesa por veículos é nítido e simbólico ao longo de sua história. A coleção deles é extensa e alguns nomes da árvore genealógica são assumidamente apaixonados por carros. Mas, e as motos? 

Comumente vistas como “muito radicais”, talvez as motocicletas nem sempre combinem com o perfil real, mas, na verdade, alguns membros gostam muito do meio e, inclusive, já atenderam diversos eventos relacionados. 

Confira a história da realeza com os modelos de duas rodas, do passado ao presente e, ainda, o posicionamento de grandes perfis, como a própria Rainha Elizabeth e seu neto Príncipe William. 

Rainha Elizabeth II

Hoje em dia, a rainha afirma que pilotar uma moto a assusta e, sempre que possível, repudia o ato quando praticado por seus netos, por exemplo. Mas, muito antes disso, quando ainda era Princesa Elizabeth, ela chegou a aprender como guiar sob duas rodas.

Mais precisamente, a figura tinha 19 anos e o contexto baseava-se no final da Segunda Guerra Mundial. Então, a jovem honrou o país entrando para o Serviço Territorial Auxiliar (ATS) no início de 1945. 

Durante essa fase, ela recebeu treinamento como motorista e mecânica e, dentre outras coisas, teve de aprender a comandar também em cima de duas rodas militares. Mas, pelo visto, não foi uma conexão muito duradoura. Desde que ocupou o mais alto cargo da monarquia, ela optou por quase nunca dirigir e, ainda, não gosta que qualquer familiar ande de moto. 

Príncipe Philip

O finado marido da Rainha Elizabeth II, Prince Philip, pode ser incluído na lista dos nobres que gostam desses modelos. Embora sua maior paixão fossem as quatro rodas, em especial Land Rovers, o homem também curtia o motociclismo, porém sem ser muito radical. 

Ele era visto com frequência andando em uma Easy Rider Monkey Bike aos arredores das propriedades reais. Em épocas passadas, visitou – mais de uma vez – a corrida de motocicletas Super Tourist Trophy, pertencente ao festival Isle of Man TT. Mais recentemente, seu neto Príncipe William esteve nessa mesma ocasião. 

Tal gosto, no entanto, não passou para o seu primogênito Charles – ex-marido de Diana – que diz odiar motos. De todos os filhos da atual Rainha e Philip, quem mais se aventurou nos esportes foi Anne, que construiu uma carreira na área da equitação. 

Príncipe William

William tirou a carteira de habilitação para guiar motocicletas ainda bem jovem, aos 19 anos, e nunca perdeu a admiração pela área. Desde então, esse meio de transporte já o acompanhou em diversas fases – e dias épicos – de sua vida. 

Uma das aparições mais famosas do Duque de Cambridge com um veículo ocorreu em abril de 2011, na véspera de seu casamento, quando deu voltas pela cidade de Londres em cima de uma moto. 

Fato é que, além da afinidade com o ramo, o nobre também encontrou na velocidade das duas rodas uma maneira de despistar paparazzis. Em 2010, antes de realizar o pedido de casamento, o rapaz teve de fazer uma viagem (secreta) até a Rainha Elizabeth II, para buscar o anel de noivado de sua póstuma mãe Diana e que, agora, passaria em diante. 

Em relação a quadros menos românticos, em 2008, William e seu irmão Harry participaram de um extenso rally de motocicletas, na África do Sul, com o objetivo de arrecadar recursos para projetos beneficentes.

Hoje em dia, o primeiro filho de Charles diz sentir falta das longas viagens e que, ao seu ver, pilotar era também sobre realizar essas atividades com companheiros marcantes. Dentre os modelos escolhidos por ele, ganha destaque uma Ducati 1199cc.

Pelo motociclismo ser considerado uma atividade extremamente perigosa aos olhos de sua avó e esposa, William prometeu se manter afastado da guia, mas já houve exceções desde então. Em 2018, ele visitou a fábrica da Triumph, em Hinckley, pilotando.  

Entretanto, agora assume que realmente pretende se afastar mais do hobby, já que prioriza, mais do que nunca, sua segurança depois de ter se tornado pai.

Príncipe Harry

Assim como seu irmão mais velho, Harry também é fã de motociclismo. O entusiasmo pela área, no entanto, é um pouco menor, já que o caçula de Diana foi visto menos vezes em eventos ou simplesmente pilotando. Nos últimos anos, o máximo que o ruivo esteve publicamente perto de duas rodas foi ao passear de bicicleta.

Mas, quando mais jovem, ele também explorou esse lado e chegou a pilotar. Durante sua viagem militar no Afeganistão, servindo em nome do exército britânico, Harry usava motocicletas com frequência. Dentre os modelos que há registros dele no comando, temos a Triumph Daytona 675.

Outros membros

Além dos familiares mais famosos da linha de sucessão ao trono e, consequentemente, maiores alvos dos olhares midiáticos, outros nomes da realeza também já tiveram histórias significativas com as mãos no volante.

O ex-marido da falecida Princesa Margaret, irmã da Rainha Elizabeth II, era um entusiasta do motociclismo. Anthony Armstrong-Jones amava sua moto Triumph, e frequentemente contava com a companhia de sua esposa na garupa. 

Esse casamento era polêmico por muitos quesitos, principalmente por Anthony ser um cidadão comum, sem título algum, e mesmo assim ter se casado com a filha do rei. Os dois se divorciaram em 1978, o que também não caiu bem ao público.

À parte dessas críticas, o 1º Conde de Snowdon – nome atribuído pelo matrimônio – tinha um nítido amor pela velocidade e, aos olhos da geração atual, isso seria mais um complemento para seu estilo descolado e despreocupado. 

A nova geração

Voltando à atualidade, Kate Middleton, esposa de Príncipe William, não é nem um pouco adepta do motociclismo e, publicamente, confessa odiar quando o marido pilota.

A esperança da Duquesa é que nenhum de seus três filhos tenha apreço pelo esporte no futuro, mas nunca se sabe. Recentemente, o pequeno Príncipe Louis, de três anos, começou a escola e foi divulgada uma imagem sua em cima de uma bicicleta, animado para o grande dia. Será que no futuro ele também explorará as motos?

Uma curiosidade é que em 2019 os cartões natalinos, de final de ano, desse menor núcleo familiar (William, Kate e os três filhos) incluíam uma motocicleta vintage na imagem. Sabemos que, muito provavelmente, essa sugestão veio do pai.

E aí, você acha possível ser da nobreza e, simultaneamente, aproveitar as motos? Qual história, ou qual membro real, mais te surpreendeu?


RELATED POST

INSTAGRAM
SAIBA MAIS SOBRE