READING

Aprilia confirma Vinãles para a MotoGP 2022

Aprilia confirma Vinãles para a MotoGP 2022

Entenda a decisão do piloto espanhol de mudar de time e mais sobre a sua trajetória nas pistas

Em 2022, a Aprilia deixará de ser uma equipe satélite na MotoGP, para então se tornar time de fábrica na competição. Acompanhando essa mudança, a empresa oficializou o piloto Maverick Vinãles como um integrante de seu time na futura temporada. 

Vinãles já havia anunciado que deixaria a Yamaha no final deste ano, antecipando o encerramento de seu contrato, que era válido até a temporada de 2022. Depois de cinco anos no time japonês, o atleta e o staff passaram por pontos altos e baixos juntos.

Sem dúvidas, o clima de tensão entre Vinãles e seu time já havia se intensificado nos últimos meses, quando o competidor terminou na última posição no GP da Alemanha, enquanto o companheiro de equipe, Fabio Quartararo, foi ao pódio. 

Além disso, o afastamento do engenheiro Esteban Garcia também gerou atrito interno. Levando tudo em consideração, em decisão mútua, a Yamaha e Vinãles confirmaram que o melhor seria seguirem caminhos separados depois de 2021.

No entanto, a saída do espanhol da Yamaha não foi como prevista inicialmente. Após um comportamento polêmico no GP da Estíria, de agosto, onde o competidor tentou deliberadamente danificar o motor de sua moto, o rompimento com a marca aconteceu ainda mais cedo, com efeito imediato. Mais tarde, o piloto se desculpou por suas atitudes na pista, que, segundo ele, foram fruto de muita raiva. 

“Lamentavelmente, no GP da Estíria, a corrida não terminou bem e, consequentemente, após profunda consideração por ambas as partes, a decisão mútua tomada, que será melhor para ambas as partes, é encerrar a parceria mais cedo” – Lin Jarvis, patrão da Yamaha. 

Executivos da equipe afirmaram que o veredito é o melhor para ambas as partes, fornecendo tempo para Vinãles se concentrar em seu futuro e espaço para a Yamaha procurar um piloto “substituto”, a fim de competir para valer até o final da temporada. 

A mudança para a Aprilia

Com sua saída em mente, Vinãles assinou contrato válido por um ano com a Aprilia, com renovação por mais um ano. Desde então, Massimo Rivola, CEO da Aprilia Racing, já exibe empolgação pelo futuro integrante. 

“Contratamos um piloto de altíssimo nível, um dos mais puros talentos. Nosso projeto se enriqueceu com o valor que ele nos traz. Estamos honrados em poder colocar todas as nossas melhores habilidades à disposição da Viñales”, disse o presidente.

Entretanto, o executivo também já ressaltou que a chegada do novo membro não afastará o integrante atual, Lorenzo Savadori, da Aprilia. “Ele continuará sendo parte integrante da família Aprilia Racing”, concluiu Rivola. Por certo, o público só saberá a função de cada piloto quando a temporada atual chegar ao fim. 

A trajetória de Vinãles nas pistas

Se engana quem pensa que a relação de Vinãles com uma moto Aprilia será novidade. Na realidade, sua estreia nas corridas aconteceu com um veículo da marca.

Em 2011, Maverick Vinãles compete pela primeira vez no Mundial, com uma Aprilia nas 125cc pela equipe SuperMartXé VIP by Paris Hilton. Por lá, somou quatro vitórias em cinco pódios, obtendo a terceira posição na competição. Em 2013, foi o campeão da Moto3.

Depois disso, no ano seguinte, foi para a Moto2, logo depois partindo para a MotoGP, em 2015. Em seus primeiros dois anos na maior competição de motovelocidade, correu pela Suzuki, até fechar contrato com a Yamaha em 2017.

Ao todo, na categoria rainha do Mundial de Motovelocidade, Vinãles soma nove vitórias, 13 poles e 28 pódios, além de ter conseguido duas vezes o terceiro lugar geral, na classificação final. 

Portanto, 2022 será um reencontro do espanhol com a Aprilia, marca com a qual alcançou altas velocidades pela primeira vez. Além disso, o piloto também trabalhará novamente com Aleix Espargaró, o qual foi seu companheiro na Suzuki em 2015 e 2016.


RELATED POST

INSTAGRAM
SAIBA MAIS SOBRE