A scooter de madeira movida a luz solar

 A scooter de madeira movida a luz solar

A partir de materiais reciclados, Samuel Aboagye desenvolveu sua própria moto movida a luz solar e possui até Bluetooth. Confira!

O adolescente ganês, Samuel Aboagye, de 17 anos, conseguiu driblar os valores expansivos cobrados pelas concessionárias e conseguiu sua primeira moto de uma forma muito criativa: construindo ela no quintal de casa. 

Não bastando o feito, a scooter, que possui estrutura de madeira e componentes reutilizados, também conta com Bluetooth e é movida a energia solar. O caso se tornou viral na internet! Afinal, muitos se interessaram em como Samuel desenvolveu o projeto a partir de materiais que foram descartados. 

A fabricação da scooter

Um adolescente criando uma scooter no quintal de casa é impressionante por si só. Mas, calma, a história fica ainda melhor!

Além de sua criação ter sido completamente do zero, Aboagye o fez sem possuir ferramentas ou uma oficina de apoio, nem mesmo uma furadeira ou conjunto de chaves. Para moldar o que seria o chassi, ele utilizou apenas uma faca que o permitiu furar e cortar. As toras de madeira utilizadas serviriam, à princípio, como lenha e eram desuniformes.

Scooter de madeira

O resultado ficou tão completo que Samuel conseguiu acoplar um ótimo sistema de som Bluetooth, com isso mais de 100 estações de rádios podem ser sintonizadas durante o passeio. O sistema de luzes de sinalização, freios e buzina foram reaproveitados de uma bicicleta antiga que não era mais funcional.

No início, Samuel pensou em fazer a scooter funcionar por meio de 20 baterias de telefone, todavia o rapaz encontrou certas dificuldades com a engenhoca que era extremamente trabalhosa e tinha baixa autonomia. A ideia então foi aprimorada.

Scooter movida a luz solar

A bateria de uma máquina de costura antiga de sua mãe substituiu o antigo conjunto e passou a ser alimentado por um mini painel solar fixado na parte traseira. A alteração garante que a scooter fique funcional uma semana inteira antes de precisar ser recarregada, além de diminuir a emissão de carbono.

O mais incrível é que toda a projeção e montagem durou apenas duas semanas. Além da scooter, Samuel Aboagye já desenvolveu um drone e fabricou uma máquina de lavar.

Compartilhe