50 anos da Kawasaki Z: conheça a história da icônica e sua nova série comemorativa

 50 anos da Kawasaki Z: conheça a história da icônica e sua nova série comemorativa

Sucesso entre colecionadores, a pioneira Kawasaki Z1 é a mais procurada da série atualmente

A Kawasaki celebra neste ano o 50º aniversário da sua marcante série Z de motocicletas, contando com diversas evoluções no design e potência.

Além disso, a montadora decidiu criar uma série especial em homenagem a essa comemoração e trouxe 4 edições inspiradas nas pioneiras. Vamos conhecer mais sobre a história dessa série?

O começo de tudo

Em meados dos anos 1960, a Honda era a mais famosa no universo das duas rodas e líder de vendas com folga. Porém, por volta da década de 1970, a Kawasaki começou a se movimentar para lançar uma motocicleta para ter maior destaque no mercado, com o intuito de bater de frente com a concorrente.

Dessa maneira, a montadora japonesa estudou e criou um protótipo de 750cc, mas a ideia não saiu do papel e o mesmo nunca nem chegou a ser fabricado. Contudo, ao passar dos anos, esse protótipo ganhou atenção novamente e foi sendo aprimorado. 

Após alguns avanços e incrementações, o desempenho do propulsor subiu para 903cc e então nasceu a tão famosa Z1.

Esta máquina, lançada em 1972, contava com uma característica muito especial: era a primeira moto de grande capacidade que possuía duplo comando de válvulas no cabeçote.

Também conhecido como DOHC (double overhead camshaft), cada comando da dupla serve para admissão e exaustão, respectivamente. Um grande diferencial para a época, já que todas as outras motos do mercado contavam com comando simples.

A primeira moto da série Z contava com motor de quatro cilindros – o mais potente comercializado em uma motocicleta – de 81 cv e 903cc, chegando aos incríveis 210 km/h. 

Após quatro anos no mercado, a Z1 foi renomeada para Z900. Consagrada como a rainha das motocicletas, não demorou muito para ela receber um upgrade e ter uma versão ainda mais potente. Foi então que em 1977 foi apresentada a Kawasaki Z1000, que contava com o mesmo design, porém com 85 cv e 1015 cc.

A nova série Z

Após anos de sucesso e de motocicletas potentes, a Kawasaki decidiu comemorar o aniversário de 50 anos de sua motocicleta mais conhecida com uma série especial.

Foto divulgação: Kawasaki

Para homenagear o modelo original, a montadora recriou o visual dos anos 1970 em quatro de suas motos: Z900RS e Z650RS, com linhas retrô, e as modernas Z900 e Z650. 
A japonesa desenvolveu um processo especial de pintura multicamada, a fim de conseguir chegar nas tonalidades e textura brilhante da Z1 original. Em 2018, a empresa lançou uma pintura muito semelhante quando introduziu a Z900RS no mercado.

Foto divulgação: Kawasaki

Contudo, quando comparada com essa nova versão, a pintura – denominada de Firecracker Red – reproduz as cores marrom e laranja queimado que tornaram o modelo tão atraente naquela época. 

Além disso, os dois modelos RS possuem rodas douradas e contam com o emblema “Double Overhead Camshaft 900” estampado nas tampas laterais, fazendo alusão ao DOHC das Z1 originais.

Seguindo com as referências, a série Z 50th Anniversary conta com grafismos em preto e branco, emblemas comemorativos adicionados ao tanque de combustível e às laterais do motor, paralamas e banco com capa texturizada, com inspirações retrô.

Foto divulgação: Kawasaki

A série chegou aos showrooms do Salão de Tóquio em fevereiro de 2022 e seus preços estão estimados em R$ 54.078 para a Z650, R$ 60.516 para a Z650 RS, R$ 72.750 para a Z900 e R$ 89.490 para a Z900 RS.

Compartilhe