READING

Yamaha suspende a produção no Brasil por crise de ...

Yamaha suspende a produção no Brasil por crise de abastecimento

Empresa decidiu paralisar suas atividades por alguns dias, em decorrência da falta de suprimentos

A pandemia do covid-19 afetou drasticamente a fabricação de veículos, inclusive o setor de motocicletas. Em comunicado oficial, a Yamaha anunciou uma pausa em suas atividades, por conta da falta de suprimentos no contexto sanitário atual. 

Os motivos não foram divulgados de maneira específica, mas a empresa afirma que decisão foi tomada “considerando a situação adversa na cadeia de suprimentos decorrente da crise de abastecimento causada pelos efeitos da pandemia do Coronavírus, e visando ajustar o fluxo do recebimento de insumos”. 

A paralisação ocorrerá do dia 3 a 10 de maio, intervalo no qual os funcionários recebem férias coletivas. Um fator importante é que o setor de motocicletas da Yamaha estará congelado, mas outras áreas da mesma fábrica continuarão funcionando, como as focadas na produção de motores de popa para barcos, confecção de componentes e logística. 

Tendo em vista a interrupção na montagem de suas motocicletas, é esperado que as vendas da marca sejam impactadas de maneira negativa neste mês e no próximo. 

A firma em questão foi estabelecida em Manaus (AM) em 1985, e atualmente é encarregada pela produção de 27 modelos. Dentre esses, vale ressaltar os mais vendidos da marca: Fazer 250, Crosser 150, YBR Factor 150, Lander 150 e a scooter NMax 160. 

Sobre o contexto pandêmico, é importante enfatizar que essa e outras montadoras localizadas na região já tinham suspendido as atividades em março do ano passado, no início da pandemia. 

Neste ano de 2021, a Honda também parou temporariamente sua atuação no Amazonas, juntamente com Dafra, Triumph e J. Toledo (representante da Suzuki no país). A decisão foi anunciada em janeiro, por serem indústrias fixadas na Zona Franca de Manaus, local que enfrentava drástica falta de oxigênio nessa fase.


INSTAGRAM
SAIBA MAIS SOBRE