Como ter uma moto mais econômica? Confira dicas

 Como ter uma moto mais econômica? Confira dicas

Práticas podem melhorar a performance de sua moto e reduzir os gastos do piloto

Motos são veículos que, normalmente, consomem pouco. A maioria costuma rodar até 50 km/l e, em algumas como a Honda Biz 125, este número pode ultrapassar os 60 km/l.

Porém, em tempos de alta nos preços dos combustíveis, é sempre importante saber alguns truques para economizar gasolina e dinheiro. Separamos algumas abaixo:

A forma de pilotar

Considerada uma das maiores vilãs do consumo de combustível, a forma de pilotar do dono da moto tem grande influência na hora de economizar.

Como as motos são veículos feitos para não perder tempo, o piloto não precisa ganhar mais tempo ainda. Assim, a velocidade constante é sempre o ideal.

Sempre que possível, o motorista deve evitar o “ponto morto”. Este consome combustível desnecessariamente e, por isso, a moto deve ficar engrenada em descidas.

Trocar de marcha na hora certa, mudar para a segunda marcha rapidamente e adaptar-se com a marcha lenta também são ótimos truques para economizar combustível.

E atenção! Você não deve esticar as marchas. Com as tecnologias atuais, as motos já contam com injeção. Assim, não é mais preciso elevar os giros do motor e nem aquecê-lo antes.

Os sensores eletrônicos serão os encarregados de mandar apenas a gasolina necessária quando a moto estiver rodando com marcha alta e for acelerada. Caso a moto tenha conta-giros, pode-se trocar a marcha com ⅓ da rotação de potência máxima. 

Esta troca também pode ser feita por meio de outro cálculo: se o motor tiver 9.000 rpm, troca-se ao atingir 3.000 rpm. Caso só haja velocímetro, cada troca pode ser feita de acordo com o aumento de 10 km/h.

Calibragem dos pneus

É sempre bom conferir, uma vez a cada quinze dias, como está a calibragem dos pneus. Quando eles estão murchos, o atrito é aumentado e, como consequência, o motor é forçado, gastando muito mais combustível para compensar.

Quando a moto é pilotada com os pneus calibrados, o nível de combustível economizado é de até 4% a mais.

Regulagem dos freios

Esta dica tem a ver com os freios: é sempre bom verificar, pelo menos uma vez ao mês, se os freios não estão “pegando”. Para isso, apoie a motocicleta no cavalete central e gire as rodas.

Assim, você conseguirá notar se os freios estão prendendo e gerando atrito. A importância dessa verificação é por conta do superaquecimento do sistema que o atrito gera, acelerando o consumo de gasolina.

Além disso, o piloto também deve evitar frenagens e aceleradas bruscas, altas acelerações em subidas e acelerar com a moto parada. 

Limpeza do filtro de ar

O filtro de ar deve ser verificado a cada 2.000 km rodados e, em caso de necessidade, deve ser limpo ou até mesmo trocado.

Isso porque a sujeira impede que o motor respire e, assim, ele realiza mais esforço, aumentando o consumo de combustível. Porém, o filtro de ar não deve ser retirado totalmente, pois isso pode causar desgaste do motor e outras peças.

Revisões periódicas

É importante realizar revisões periodicamente para conferir o estado dos componentes de sua moto e até mesmo realizar manutenções preventivas.

Além disso, manter o intervalo de troca de peças como as velas de ignição indicado pela fabricante da motocicleta é ideal para o bom funcionamento.

Por fim, há algumas outras pequenas dicas que são valiosas na hora de economizar, como consultar o manual da moto e pesquisar os postos de gasolina que tenham melhor custo benefício.

Compartilhe